Home Theater : O cinema em sua casa – parte 2

Home Theater : O cinema em sua casa – parte 2

1200 675 Chiave Distribuidora

Olá, hoje vamos entender porque ouvimos diferentes tipos de som ao mesmo tempo em um determinado filme.

O que diferencia o som que saem das caixas de som não é a quantidade delas, mas sim a forma e quantidade de canais em que o som foi gravado.  Então temos:

  • 1 canal, chamamos de som Mono
  • 2 canais, chamamos de som Estéreo
  • 3 ou mais canais chamamos de Multicanal  

O áudio Mono possui a gravação em um único microfone (Canal), portanto a gravação não vai reproduzir os efeitos de profundidade, mesmo que o som saia em várias caixas de som simultaneamente, em todas elas serão reproduzidos o mesmo som.
No áudio Estéreo já temos uma percepção de movimentação da direita pra esquerda e vice-versa. Neste exemplo o Cantor pode ser captado por um Microfone e os instrumentos por outro, sendo possível perceber a movimentação do cantor em um palco. Podemos agora ouvir ao mesmo tempo a reprodução de dois sons diferentes.
Já no áudio Multicanal, a gravação é feita em múltiplos microfones, isto proporciona efeitos vindo de diferentes localizações, dando ao espectador uma sensação maior de realismo em relação ao ambiente onde o som foi gravado. Este é o sistema utilizado em Cinemas e Home Theater (cinema em casa).

Tudo isso se inicia na década de 60 com um engenheiro chamado Ray Dolby, considerado o pai do áudio. Seu sobrenome esta em um dos principais laboratórios de desenvolvimento acústico do mundo a DOLBY, este é o principal nome da criação do conceito “Cinema em casa”.  Eles começaram com o desenvolvimento de filtros de áudio, onde diminuía os ruídos e melhorava os graves e agudos, proporcionando a quem assistia filmes um som estéreo mais limpo em 2 canais. Em 1971 o filme Laranja mecânica de Stanley Kubrick foi o primeiro filme a utilizar estes filtros.

Mas em 1977 veio o primeiro filme com o Dolby Stereo, falo de (Star Wars).

Em 1982 finalmente a Dolby lança o sistema Dolby Surrond, e aqui começa a verdadeira evolução do Cinema.
Na sequencia vieram o Dolby digital em 1992. Depois o Dolby Surround EX em 1999, e em 2012 chega o grande destaque,  o Dolby ATMOS,  transformando ainda mais a experiência do cinema e proporcionando uma sensação  em que o som se move em torno do espectador,  com sons vindo de todos os lados incluindo de cima e então  criando um espaço tridimensional, como se você estivesse realmente dentro da cena.

Em breve teremos mais novidades!

Autor: Mauri Sergio – Gerente de Áudio e Vídeo Chiave Distribuidora

Email: maurisergio@chiave.com.br